Páginas

domingo, 21 de setembro de 2008

As cores da bandeira do Vaticano






VATICANO, 12 Jul. 08 (ACI) .- Em um artigo publicado em L'Osservatore Romano se precisa como foi que o Papa Pio VII desde 1808 estabeleceu que as cores do Vaticano fossem o branco e o amarelo. No artigo titulado "O amarelo e o branco de dois séculos como cores pontifícias", Ceresa explica que tem a ver com a "ocupação de Roma por parte das tropas napoleônicas, ocorrida em fevereiro de 1808".

Adotaram-na os guardas nobres e os suíços. Ceresa escreve a seguir que três dias depois, em 16 de março de 1808, Pio VII comunicou "por escrito tal disposição ao Corpo Diplomático, e o respectivo documento se considera como a ata de nascimento das cores da atual bandeira do Estado da Cidade do Vaticano".

Este perito também explica que a eleição do branco e amarelo recolhe uma antiga tradição segundo a qual, o ouro e a prata simbolizam as chaves do Reino que custódia São Pedro, e que na antigüidade eram entregues ao Pontífice quando este assumia a sede de Roma na "Archibasílica lateranense". Ceresa explica logo como durante o século XIX distintas representações vaticanas começaram a usar a bandeira com estas cores e precisa que atualmente, esta se expõe em distintas solenidades religiosas e civis como Natal, Páscoa, Corpus Christi, aniversários do Papa, aniversário da conciliação entre a Santa Sé e Itália; entre outras. "A bandeira se iça à alvorada e se arria ao pôr do sol", indica finalmente o perito italiano.

Nenhum comentário: