Páginas

terça-feira, 14 de outubro de 2008

Supertições e Promessas


SUPERTIÇÕES:

Sair pela mesma porta que entrou; não deixar chinelo virado se não a mãe morre; usar fitinha de Nossa Senhora Aparecida no pulso, na expectativa de que um desejo se realize; acreditar que um desejo se realizará se o fizer ao entrar numa Igreja que nunca tinha entrado antes; e por aí vai...

Desculpe, mas tudo isso é uma grande tolice! Eu também já tive algumas dessas supertições antigamente, mas hoje não tenho mais.

Não entendeu ainda o Evangelho de Cristo, quem se submete a essas supertições, que são fruto da nossa ignorância.

PROMESSAS:

Negociar com Deus. É correto?

Talvez minha fé seja diferente da sua, mas cogito na certeza que Deus não aprecia promessas fúteis.

Subir escadas de joelhos, atravessar uma passarela inteira de joelhos, caminhar 200, 300 Km de uma cidade a outra e por aí vai...

Não é mais considerável, por exemplo, prometer e cumprir de uma forma mais significativa de modo que uma terceira pessoa seja beneficiada?

Quem sabe doar uma cesta básica a um pobre, visitar um hospital do câncer (arrancar um sorriso de um paciente com câncer em fase terminal, isso não é sublime?), até mesmo doar sangue é mais relevante, já que você estará salvando vidas.

Pense Nisso!

Um comentário:

Geizilaine disse...

Parabéns pela postagem!
Concordo com você em tudo.
Acho que Deus não quer negociações ou sofrimento. Ele deu seu filho por nós e de tal modo espera que sejamos felizes!