Páginas

quarta-feira, 22 de abril de 2009

Equívocos sobre "fogo" no inferno


Muitas pessoas têm uma concepção errada sobre o conceito de "fogo do inferno." Isso é muito comum no fanatismo, principalmente entre os protestantes neo-pentecostais. A foto acima mostra a capa de um livro que conta a estória de um homem que se diz ter passado pela experiência de ficar preso no inferno por 23 minutos, numa espécie de cela, sob intenso calor do fogo.

O fogo é resultado da combustão que é uma reação de uma substância (combustível) com o oxigênio (O2) (comburente) presente na atmosfera, com liberação de energia. Isso significa que o fogo é matéria que queima tão somente aquilo que é matéria.

A alma não é matéria, logo não pode ser queimada pelo fogo. O conceito de "fogo do inferno" ou "sofrimento no inferno", está relacionado à uma grande frustração da alma por estar longe de Deus após a morte do corpo. Uma dor equivalente a de uma queimadura. Essa sem dúvida é uma das piores dores físicas que podemos sentir e é baseado nisso que os autores sagrados da Bíblia quiseram dizer com essa expressão, mesmo que com outras palavras.

Nenhum comentário: